Automação de Processos Robóticos (RPA)

A Pareto acredita que a Automação de Processos Robóticos (RPA) tem o potencial de reumanizar pessoas e robotizar processos, introduzindo no mercado global o conceito de #TimeBack

O que é Automação de Processos Robóticos (RPA)?

Automação de Processos Robóticos (RPA), ou Robotic Process Automation em inglês, é uma tecnologia de software que automatiza tarefas repetitivas, geralmente operacionais, presentes em várias áreas de uma empresa.

Essa tecnologia é uma grande aposta para os próximos anos. Pesquisas apontam que o mercado global de RPA deve ter uma taxa de crescimento anual composta de 32,8% de 2021 a 2028, atingindo US $ 13,74 bilhões em 2028 – Grand View Research.

Para entender como a automação funciona na prática, imagine o preenchimento repetitivo de planilhas a partir de dados de um site, essa ação pode tomar o dia inteiro de um funcionário. 

Assim, uma RPA pode ser configurada para ler os dados e preencher a planilha em segundos, liberando o funcionário para realizar outras atividades mais estratégicas ou criativas.

Além de preencher planilhas, os robôs de softwares são capazes de interpretar códigos, extrair dados, disparar respostas, se comunicar com outros sistemas e realizar diversas outras ações automaticamente.

Conceito de #TimeBack

Você deve estar se perguntando: como seria possível pensar em “TimeBack” se ainda é humanamente impossível voltar no tempo? Bom, já é possível, ao menos, conquistar de volta o tempo gasto em tarefas automatizáveis.

Um publicitário, por exemplo, pode passar quase metade do seu dia preenchendo planilhas, criando relatórios e otimizando campanhas de mídia paga. 

Isso ocorre porque a tecnologia não avançou de maneira uniforme, o que significa que ofereceu recursos brilhantes para exercer a profissão, mas ao mesmo tempo criou diversas novas tarefas manuais para utilizar estes recursos.

É justamente na execução destas tarefas manuais que entram as RPAs devolvendo de volta o tempo do profissional. Com a simples implementação de uma automação, o funcionário ganha aquelas horas de volta para voltar a ser brilhante em sua área de atuação.

Quais são os benefícios
do uso de RPAs?

A Automação de Processos Robóticos oferece benefícios mensuráveis para os negócios, possibilitando vantagem competitiva no mercado ao otimizar tempo e contribuir para aceleração do processo de transformação digital.

Quais são os benefícios
do uso de RPAs?

A Automação de Processos Robóticos oferece benefícios mensuráveis para os negócios, possibilitando vantagem competitiva no mercado ao otimizar tempo e contribuir para aceleração do processo de transformação digital.

1 - Aumento da Produtividade

Ao automatizar processos é possível elevar o nível da produtividade nas empresas, já que os robôs realizam o processo de forma automática garantindo maior escala e permitindo que os humanos se dediquem às outras funções importantes. 

Cerca de 60% dos executivos concordam que a RPA permite que as pessoas se concentrem em um trabalho mais estratégico – Forrester.

2 - Redução de Riscos

Com o uso de RPAs cerca de 57% dos erros humanos são reduzidos – Forrester. Isso porque o robô de software não é impactado pela exaustão de uma atividade e não é afetado pelo excesso de informação, diminuindo os riscos de erros operacionais.

3 - Maior Precisão nos Resultados

Os robôs interagem com múltiplas fontes e bancos de dados, coletando um volume maior de informações com 100% de precisão e conformidade, garantindo assim mais qualidade para a análise dos usuários finais.

4 - Economia de Custos

A economia de custos fica muito evidente nas empresas que estão escalando, pois não necessitam aumentar significativamente o seu quadro de funcionários para realizar tarefas manuais, delegando estas para as RPAs.

5 - Flexibilidade e Integração de Sistemas

A RPA pode ser integrada com milhares de softwares diferentes e ainda pode ser aplicada em diferentes níveis de profundidade das tarefas da empresa, o que permite usá-la por mais tempo sem investimentos adicionais.

6 - Colaboradores mais Engajados

Ao ter suas tarefas maçantes delegadas para os robôs, os colaboradores podem se dedicar às atividades que realmente importam em suas funções, aumentando em 57% o nível de  engajamento com o trabalho – Forrester.

7 - Melhora na Experiência do Cliente

A RPA pode ser utilizada para interação com clientes em setores de Telecomunicações, por exemplo, para entregar resoluções rápidas, respostas às principais perguntas, resultando na redução de tempo no atendimento e melhora na experiência do cliente.

8 - Oportunidades de Escala

Conforme a empresa cresce, é possível escalar a aplicação da RPA para atender às suas necessidades de mudança, os robôs se adaptam às variadas funções para ajudar a empresa a atingir seus objetivos.

Qual a relação entre RPA e Inteligência Artificial?

A Automação de Processos Robóticos (RPA) e a Inteligência Artificial (IA) são duas tecnologias distintas, mas que podem ser confundidas dependendo do contexto. Isso acontece principalmente quando os recursos de IA são integrados às RPAs.

Os robôs de RPA são programados para executar uma série de tarefas repetitivas, baseadas em regras estipuladas pelo usuário, eles não são capazes de aprender ou melhorar a sua atuação durante o processo. 

Ou seja, se uma tarefa automatizada passar por mudanças, o robô de RPA não reconhece essa alteração e precisa ser programado novamente para ser capaz de executá-la.

Mas quando recursos de IA são integrados à RPA, esta passa a interpretar comportamentos, como processamento de linguagem ou visão computacional, e a aumentar consideravelmente as possibilidades de tomada de decisões.

Isso porque os recursos de IA imitam o comportamento humano e complementam os robôs de RPA que replicam as ações humanas baseadas em regras.

O que um Robô faz melhor que um Humano

Atividades repetitivas, manuais que envolvem grande volume de informações e análises, tomam bastante tempo e exigem concentração extra dos humanos na sua execução. Nesses casos, os robôs são mais eficientes pela agilidade e precisão no processamento dos dados.

O que um Humano faz melhor que um Robô

Atividades que exigem tomada de decisão, criatividade, liderança, comunicação e inteligência emocional não podem ser delegadas aos robôs porque requerem a participação direta de um humano na sua realização.

Quais setores podem aderir a tecnologia RPA?

Por ser amplamente aplicável, a RPA tornou-se tão difundida que empresas de todos os setores com processos repetitivos e de alto volume estão aptas a aderirem à automação. Veja alguns exemplos:

RPAs para Empresas de Tecnologia

Integração dos diversos sistemas utilizados;

Mensuração de dados de marketing;

Monitoramento e relatórios por departamento;

Projeções de crescimento em tempo real de forma detalhada.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

RPAs para o Setor Financeiro e Bancário

Automação e validações de dados;

Migração de dados entre diferentes sistemas bancários;

Gerenciamento de contas de clientes;

Processamento de empréstimos;

Backup de recibos de caixa.

RPAs para Indústrias
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Automação de dados logísticos;

Monitoramento de dados;

Automação de sistemas ERP;

Comparações de preços de produtos.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

RPAs para Varejo e Comércio Digital

Extração de dados de produção de fabricantes;

Atualização do inventário de loja;

Atualização de informações de produtos;

Importação dos dados de vendas por e-mail.

RPAs para o Setor da Saúde

Migração e processamento de dados do paciente;

Processamento de contas médicas;

Automação de dados dos convênios de saúde;

Armazenamento de registro de paciente.

RPAs para o Setor de Telecomunicações

Extração de dados relacionados aos preços do concorrente;

Automação de backup dos sistemas de informação do cliente;

Coleta e consolidação dos dados de telefone do cliente.

RPAs para Marketing e Vendas

Entre as aplicações comuns de RPAs, destacam-se as realizadas para as áreas de Marketing e Vendas das empresas, visto o enorme potencial de economia de tempo, ganho de escala e satisfação para os colaboradores. 

Os profissionais de Marketing e Vendas possuem uma natureza voltada para a criatividade, estratégia e relacionamento, aptidões estas que ficam ofuscadas pela crescente necessidade de realização de tarefas repetitivas.

A Pareto desenvolveu uma série de RPAs relacionadas à Marketing e Vendas que permitem uma aumentar a produtividade do funcionário em até 3 vezes. Conheça algumas delas.

RPAs para Marketing e Vendas

Entre as aplicações comuns de RPAs, destacam-se as realizadas para as áreas de Marketing e Vendas das empresas, visto o enorme potencial de economia de tempo, ganho de escala e satisfação para os colaboradores. 

Os profissionais de Marketing e Vendas possuem uma natureza voltada para a criatividade, estratégia e relacionamento, aptidões estas que ficam ofuscadas pela crescente necessidade de realização de tarefas repetitivas.

A Pareto desenvolveu uma série de RPAs relacionadas à Marketing e Vendas que permitem uma aumentar a produtividade do funcionário em até 3 vezes. Conheça algumas delas.

1 - RPA para Otimização de Orçamento de Mídia Paga

Com o Gestor de Orçamentos Omnichannel da Pareto, a empresa consegue agrupar as campanhas de mídia paga com o mesmo objetivo e definir o orçamento do mês. Todos os dias, a Tess, a I.A. da Pareto, analisa a performance das campanhas de Google Ads, Facebook Ads e ajusta o orçamento automaticamente para maximizar resultados.

2 - RPA para Otimizações com Apenas 1 Clique

Esta RPA faz milhares de análises em segundos, buscando as melhores oportunidades de otimização em uma conta de anúncios. Em seguida, seleciona entre as análises as melhores oportunidades de otimização que podem ser aplicadas com apenas 1 clique do mouse. Alguns exemplos das análise são: bloqueio de canais potencialmente fraudulentos na Rede de Display do Google, desativação de anúncios com baixa performance no Facebook Ads, adição de novas palavras-chave no Google.

3 - RPA para Otimização de Mídia para Leads Pré-Qualificados

Monitore seu formulário e atribua automaticamente uma pontuação para cada lead captado. A pontuação dos leads qualificados será enviada para as plataformas do Google Ads e do Facebook Ads. Assim, você otimiza suas campanhas priorizando os leads de maior pontuação, ao invés de considerar todos os leads como se fossem iguais.

4 - RPA para Integração de Dados entre CRM e Mídia Paga

Conecte-se aos dados do seu CRM que são centralizados pela Pareto Data Warehouse, onde a Tess, I.A. da Pareto, avaliará o ICP e em seguida enviará essas informações para as plataformas do Google Ads e do Facebook Ads. Com isso, você será capaz de ver quais foram as campanhas, públicos e anúncios que mais contribuíram com as vendas do seu time comercial.

5 - RPA para Integração de Dados de Múltiplos Clientes para Agências de Performance

Acesse projeções de cada conta em tempo real de forma detalhada e visual. Filtre por gerente de contas, clientes ou customize de acordo com a sua necessidade. Acompanhe métricas em destaque por período. Analise suas metas de CPA, ROAS, CPV e CPC. Toda informação estruturada com apenas alguns cliques.

6 - RPA para Integração de Estoque com a Mídia Paga

A Pareto utiliza o feed de produtos do e-commerce para filtrar produtos que estejam com baixa disponibilidade de opções em estoque, retirando temporariamente estes produtos de veiculação na mídia paga. Assim, é possível economizar significativamente com as campanhas, levando o usuário para produtos com maior disponibilidade, ou seja, que ofereçam maior probabilidade de conversão. Esta automação se aplica nas campanhas de Google Shopping e no Remarketing Dinâmico no Google e no Catálogo de Produtos do Facebook.

Perguntas Frequentes sobre RPA

Aqui estão as respostas para as perguntas mais comuns sobre RPA para que você possa conhecer melhor esse tipo de solução e entender como sua empresa pode se beneficiar.

O que significa RPA?

A sigla RPA significa Robotic Process Automation ou Automação de Processos Robóticos. Uma tecnologia de software que automatiza tarefas repetitivas, emula ações humanas interagindo com sistemas digitais.

O que são os robôs de RPA?

Os robôs de RPA são programas de software configurados para realizar uma atividade específica. Diferente de outros robôs, como os chatbots, eles conseguem interagir com múltiplos sistemas da mesma forma que um trabalhador humano faria, basta treiná-lo para fazer o trabalho.

Por que usar RPA?

63% dos executivos acreditam que a Automação de Processos Robóticos é o componente mais importante na transformação digital – Pegasystems.

Ela proporciona um retorno rápido e significativo do investimento (ROI), necessita de investimento inicial mínimo, o seu processo acontece sem interrupção de outros sistemas subjacentes, é escalável e pronta para ser aplicada em todos os tipos e portes de empresas.

Onde a RPA pode ser aplicada?

A RPA pode ser aplicada em diversas ocasiões, desde as consideradas simples, como um envio de notificação automático, até a mais complexa, como a gestão e a otimização de todo o investimento de mídia paga no marketing de uma empresa.

Preciso saber como programar para usar RPA?

Não. A Pareto oferece software de RPA (Automação de Processos Robóticos) e AI (Inteligência Artificial) com uma interface simples, de fácil usabilidade que não requer conhecimento em programação para uso.

Como é a implementação de RPA?

A implementação de um software de RPA depende do sistema e da complexidade do processo que se quer automatizar.

Através da Pareto, é possível implementar algumas RPAs em menos de 5 minutos, bastando a empresa conectar suas fontes de dados com a I.A. da Pareto. Assim, algumas tarefas que levariam horas para serem realizadas, são reduzidas a segundos. 

No entanto, outras atividades que envolvam a integração de bases complexas de dados ou aprendizado do robô, podem levar um tempo maior.

A automação é uma mudança estratégica e cultural dentro da empresa. Para se alcançar um alto retorno sobre o investimento e seus demais benefícios, necessita da colaboração e alinhamento de todos os envolvidos no processo.